5 Dicas de Economia Condominial

Compartilhe

5 Dicas de Economia Condominial 

Reduzir custos em condomínios é uma das principais preocupações entre os síndicos, administradores ou condôminos. Afinal, reduzir os valores das taxas é um dos principais desejos, ainda mais diante de tempos de crise. 

Sendo assim, caso tenha ficado interessado em saber como reduzir os custos, basta continuar lendo esse conteúdo! 

Como Reduzir Custos Em Condomínios 

 Não há dúvidas de que um condomínio tem muitos gastos, com os empregados, energia elétrica, água, entre outros… Ao juntar todos esses gastos, pode acabar saindo um pouco caro. 

Embora não seja uma tarefa simples, é possível reduzir todos esses custos. O segredo para isso é fazer uma análise detalhada sobre as despesas, para assim poder identificar quais são os pontos onde pode economizar. 

Veja logo a seguir uma lista com algumas sugestões para reduzir os custos! 

  1. Funcionários:

Sem dúvida, as despesas com os funcionários são um dos maiores gastos de um condomínio. Veja se é possível reduzir a carga-horária de alguns empregados, evite que façam horas extras, ou então considere terceirizar os serviços, talvez seja mais vantajoso. 

  1. Implementar tecnologias:

Hoje em dia, a tecnologia tornou-se uma grande aliada para reduzir os custos de qualquer lugar. Como por exemplo, a portaria remota, dessa forma é possível automatizar o controle de entrada e saída dos moradores, além de funcionar por 24 horas. 

Sendo assim, você acaba tendo mais economia com relação a folha de pagamento dos empregados e ainda mantém a segurança do local. 

  1. Economize com a energia elétrica:

Economizar com a energia elétrica é um dos melhores meios para reduzir os custos. Simples mudanças já ajudam a economizar, veja a seguir algumas dicas: 

  • Substitua as lâmpadas comuns por lâmpadas de LED, pois elas consomem menos energia; 
  • Adquira lâmpadas que têm sensores de presença; 
  • Instrua os empregados a desligar os equipamentos que não serão usados, como por exemplo, os computadores e televisores. 

Uma outra opção que trará uma série de benefícios a longo prazo é implementar energia solar. Embora seja necessário investir um pouco mais, essa opção é ótima para reduzir custos de energia elétrica. 

  1. Realizar a manutenção do condomínio:

Apesar de parecer difícil, é essencial para a redução de gastos realizar a manutenção do condomínio de forma frequente. Isso porque, com tudo em ordem e funcionando, o síndico tem mais tempo para pesquisar melhores preços e fornecedores no mercado quando for preciso. 

Caso contrário, tudo terá que ser feito às pressas, para resolver algum problema no menor prazo, o que acaba saindo mais caro. Não esqueça de investir em produtos e materiais de qualidade, embora sejam um pouco mais caros, eles duram mais. 

  1. Economize com a água:

Conscientizar os moradores para reduzir os gastos com a água é uma ótima estratégia para economizar. Mas, também há algumas outras opções para reduzir os custos, como por exemplo, reaproveitar a água do prédio ou tratar a água da chuva, usando-a para lavar as áreas comuns. 

Não esqueça de sempre verificar se há vazamentos e proibir os moradores de usar a água do condomínio para lavar veículos. 

Conclusão 

 Por fim, essas são apenas algumas dicas que podem ser úteis para reduzir os custos do condomínio. Adotando algumas dessas medidas, você verá como os custos serão menores, apenas faça uma análise mais detalhada sobre os pontos que causam mais gastos. 

Caso você ainda tenha alguma dúvida a respeito desse conteúdo ou queira compartilhar uma outra dica para reduzir gastos, então não esqueça de deixar o seu comentário! 

 

Redação Empresta Condo

Posts Relacionados

© 2024 – EmprestaCondo
Todos os direitos reservados